História breve do Pe Chevrier

A beatificação do Padre Chevrier, em Lyon, realizada em outubro de 1986 pelo Papa João Paulo II, chamou a atenção dos membros do povo de Deus para um homem pouco conhecido do grande público.

Antônio Chevrier nasceu no centro de Lyon, perto da praça Bellecour, no dia 16 de Abril de 1826. Ordenado Padre no dia 25 de maio de 1850, foi logo nomeado vigário na paróquia Santo André da Guillotière, no subúrbio industrial situado além do Rio Rhône, onde se amontoava, junto às fábricas, uma população operária em deploráveis condições de vida. Foi aí que ele viveu toda a sua existência sacerdotal.

No Natal de 1856, meditando junto ao presépio do Menino Jesus, ele compreendeu que é necessário converter-se a uma vida evangélica em tudo semelhante à que Jesus levou. Decidiu-se a seguir mais de perto a Nosso Senhor para tornar-se “mais capaz de trabalhar eficazmente na salvação das almas”.

De 1857 a 1860, ele residiu numa vila muito pobre onde foram alugados numerosos desabrigados, vítimas das terríveis inundações que em maio de 1856

devastaram a margem esquerda do Rhône. Consagra já uma grande parte do seu tempo a evangelização das crianças pobres que não eram nem escolarizadas nem catequizadas pelas paróquias.

Em 10 de dezembro de 1860, o Padre Chevrier toma posse do “Prado”, um grande salão de dança, mau afamado, que alugou e depois, estimulado pelo seu bispo, comprou para aí desenvolver a sua obra. Ajudado por alguns rapazes e algumas moças que ele chama “irmãos” e “irmãs”, toma consigo, durante seis meses crianças originários do proletariado, a fim de tentar fazer “deles homens e cristãos”.

Em 1866, abre também no Prado, uma “escola clerical” para possibilitar a meninos do povo tornarem-se padre e formá-los nesta perspectiva, no contato com os pobres.

Para esses e para aqueles que assumirão depois esta mesma missão junto aos pequenos e aos marginalizados deste mundo, ele escreve, em meio a atividades numerosas, um livro que deixará inacabado: “O Padre segundo o Evangelho” ou “o Verdadeiro Discípulo de Nosso Senhor Jesus Cristo”.

Seus primeiros padres são ordenados em Roma, em maio de 1877. Alguns meses mais tarde, o Padre Chevrier cai gravemente doente e deve deixar toda atividade. Ele morre no Prado, com cinqüenta e três anos, a 02 de Outubro de 1879.

 

Ce contenu a été publié dans português. Vous pouvez le mettre en favoris avec ce permalien.

Laisser un commentaire

Votre adresse de messagerie ne sera pas publiée. Les champs obligatoires sont indiqués avec *